Camilo evita falar do general e volta a sinalizar para aliança com Eunício

O governador Camilo Santana (PT) falou pela primeira vez, nessa quinta-feira, sobre a possibilidade de o PSDB lançar o general Guilherme Theóphilo como candidato de oposição ao Governo do Estado. Questionado sobre o perfil do provável adversário e a ênfase da campanha em segurança pública, o governador evitou se prolongar e disse apenas: “Posso dizer que eu vou trabalhar muito”.

De família cearense, nascido no Rio de Janeiro e com atuação em vários estados, o general da reserva é a aposta da vez da oposição para a eleição estadual. Nessa mesma quinta-feira, o militar recebeu sinalização de apoio do Capitão Wagner (Pros).

Sobre a perspectiva de aliança com o senador Eunício Oliveira (MDB), Camilo destacou que a parceria, até agora, está restrita a questões institucionais, sem envolver entendimento eleitoral. “A construção com o Eunício tem sido, desde o início, uma parceria administrativa. Ele tem ajudado muito o Ceará, é um parceiro para abrir as portas para trazer recursos pro Estado”.

Camilo aponta, no entanto, para a perspectiva de a parceria se estender à eleição. “É natural que isso se transforme em uma parceria política. Nós temos prazo até o fim de julho para as convenções, mas a parceria com ele tem sido muito positiva para o bem do Ceará e para que o povo possa ter mais qualidade de vida”.

(O Povo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *