ALECE POPUP
Prefeitura de Russas Topo
São Paulo

Nota Fiscal Paulista: bilhetes para o sorteio de junho estão disponíveis

Consumidor com compras em fevereiro concorre ao prêmio principal de R$ 1 milhão; no total são mais de 107 milhões de bilhetes O post Nota Fiscal Pa...

07/06/2024 10h37
Por: Kennedy Linhares
Fonte: Secom SP
Colocar CPF na nota pode render R$ 1 milhão para os contribuintes
Colocar CPF na nota pode render R$ 1 milhão para os contribuintes

Os consumidores que fizeram compras em fevereiro e registraram o CPF/CNPJ ou doaram seus cupons a uma entidade cadastrada na Nota Fiscal Paulista estão concorrendo ao prêmio principal de R$ 1 milhão.

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo (Sefaz-SP) liberou a consulta aos bilhetes eletrônicos no site do programa para o sorteio de junho. No total, foram disponibilizados mais de 107 milhões de bilhetes para o 187º sorteio da Nota Fiscal Paulista.

Participam da extração de junho mais de 9,4 milhões de pessoas físicas, 5.171 condomínios e 3.183 entidades filantrópicas. Os 655 prêmios em dinheiro somam R$ 6,7 milhões, e os ganhadores serão divulgados em 14 de junho, no portal da Sefaz-SP .

O prêmio principal do programa é de R$ 1 milhão, mas os consumidores também disputam quatro prêmios de R$ 500 mil, 10 prêmios de R$ 100 mil, 15 de R$ 50 mil, 20 de R$ 10 mil, 50 de R$ 5 mil e 500 prêmios de R$ 1 mil. No sorteio exclusivo, as ONGs disputam cinco prêmios no valor de R$ 100 mil e 50 de R$ 10 mil.

Todos os meses ocorrem os sorteios da Nota Fiscal Paulista. Para participar, o consumidor que inclui o CPF na nota deverá acessar o portal do programa, se cadastrar e aceitar o regulamento. Com isso, a cada R$ 100 em compras registradas no CPF ou CNPJ, a pessoa receberá um bilhete eletrônico com o número da sorte para concorrer aos prêmios. A partir daí, basta torcer para ser o felizardo da vez. A adesão precisa ser feita apenas uma vez. A partir disso, a inclusão nos próximos sorteios é automática.

Sobre o programa Nota Fiscal Paulista

A Nota Fiscal Paulista, criada em outubro de 2007, integra o Programa de Estímulo à Cidadania Fiscal do Governo do Estado de São Paulo e reduz, de fato, a carga tributária individual dos cidadãos, que recebem créditos ao efetuar compras de mercadorias em São Paulo.

O sistema distribui até 30% do ICMS efetivamente recolhido pelos estabelecimentos comerciais aos consumidores que solicitam o documento fiscal e informam CPF ou CNPJ, proporcional ao valor da nota.

A devolução é feita em créditos que podem ser acompanhados pela internet e utilizados para pagamento do IPVA ou resgatados em dinheiro. O consumidor também pode solicitar o documento fiscal sem a indicação do CPF/CNPJ e doá-lo a uma entidade de assistência social, saúde, educação, defesa e proteção animal ou cultura cadastradas no programa Nota Fiscal Paulista, se assim desejar. Essa é uma decisão pessoal e exclusiva do consumidor.

Desde janeiro de 2019 os consumidores (pessoas físicas e condomínios) e instituições assistenciais cadastradas no programa passaram a ter seus créditos liberados mensalmente. Os valores permanecem à disposição dos participantes por um ano, a contar da liberação, e podem ser utilizados a qualquer momento dentro desse período. O saldo mínimo para transferência é de R$ 0,99.

No total, a Nota Fiscal Paulista devolveu aos participantes do programa cerca de R$ 18,7 bilhões, sendo R$ 16,6 bilhões em créditos e mais de R$ 2,1 bilhões em prêmios. Já foram realizados 186 sorteios.

Para conferir os créditos, aderir ao sorteio ou obter mais informações sobre a Nota Fiscal Paulista, basta acessar o site . Para baixar o aplicativo oficial do programa, acesse a loja de aplicativos de seu smartphone ou tablet.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias